Central do Cerrado – Produtos Ecossociais

Adquira os produtos ecossociais através da Loja Virtual da Central do Cerrado

Conheça a loja virtual da Central do Cerrado e adquira os produtos ecossociais com praticidade e segurança.

Através da loja voce pode visualizar os produtos disponíveis e fazer o orçamento de sua compra com a opção de frete via sedex ou PAC.

O pagamento pode ser realizado diretamente no site por meio de cartão de débito (VISA e Master), transferência bancária ou boleto bancário.

Adquirindo os produtos da Central do Cerrado você contribui com a conservação do Cerrado e de seus povos, valorizando os meios de vida sustentáveis e a cultura local de diversas comunidades agroextrativistas.

Produtos Ecossociais - Qualidade de vida para todo o mundo.

A Central do Cerrado

central_do_cerrado

É uma iniciativa sem fins lucrativos estabelecida com 35 organizações comunitárias que desenvolvem atividades produtivas a partir do uso sustentável da biodiversidade do Cerrado.

Funciona como uma ponte entre produtores comunitários e consumidores, oferecendo produtos de qualidade como: pequi, baru, farinha de jatobá, farinha de babaçu, buriti, mel, polpas de frutas, artesanatos, dentre outros, que são coletados e processados por agricultores familiares e comunidades tradicionais no Cerrado.

(Saiba mais…)

14.05.14

VIII Encontro e Feira dos Povos do Cerrado (05 a 08/06/2014)

Esta oitava edição acontece após série de cinco eventos regionais realizados ao longo de 2013 e pretende consolidar as propostas que vão compor o documento final que deverá subsidiar a construção de políticas públicas para a defesa do Cerrado e de seus povos, nos próximos anos, com vistas a um modelo de desenvolvimento sustentável.

Os principais temas abordados pelas lideranças presentes nas etapas realizadas neste último ano estão diretamente associados aos seguintes eixos: direitos territoriais e conflitos socioambientais; áreas protegidas; produção agroextrativista; água e cultura. As temáticas trataram dos desafios e perspectivas das Unidades de Conservação, Terras Indígenas e Territórios Quilombolas. Mais de 700 representantes de comunidades tradicionais, agricultores familiares, povos indígenas, quilombolas, geraizeiros, vazanteiros, quebradeiras de coco e instituições de apoio e pesquisa participaram dos encontros regionais.

A meta do VIII Encontro e Feira dos Povos do Cerrado é também lançar uma aliança dos povos, composta por organizações da sociedade civil e de base comunitária de todo o Brasil, para discutir e propor estratégias acerca de pautas e lutas convergentes. A principal bandeira de unificação de forças será a segurança territorial, em que a ideia é fortalecer o movimento em prol da regularização fundiária e exercer o papel de acompanhar e monitorar os avanços políticos no que diz respeito aos territórios.

O evento tem patrocínio da Fundação Banco do Brasil, Petrobras e Funarte e apoio do MMA, MDA, MDS, CONAB, FUNAI, ICMBio, MPF, Petrobras, Fundação Banco do Brasil, Funarte, EMATER-DF, Memorial dos Povos Indígenas, ISPN, Central do Cerrado, WWF-Brasil, Fundação Palmares, GDF, Anvisa, SlowFood, INCRA, IBRAM, IBAMA, SENAES e CESE.

De 05 a 08 de junho de 2014, a Rede Cerrado realizará no Complexo Cultural Funarte, em Brasília-DF o VIII Encontro e Feira dos Povos do Cerrado, que deve reunir cerca de 700 representantes de comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas, geraizeiros, vazanteiros, quebradeiras de coco, agricultores familiares.

A ação dará sequência à tradição de encontros iniciada em 2001, que já aconteceram em Goiânia-GO, Montes Claros -MG e Brasília-DF, consolidando-se como um espaço para: troca de experiências que resultem na conservação do Cerrado e na promoção de meios de vida sustentáveis; valorização das tradições culturais dos Povos do Cerrado; discussão e formulação de posições políticas conjuntas; e divulgação pública dos problemas socioambientais que afetam o bioma, como também das alternativas existentes para o uso sustentável de sua biodiversidade.

O objetivo é aproveitar a semana que é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, para chamar a atenção das autoridades para os principais problemas relativos ao direito à terra, áreas protegidas e produção agroextrativista. Para isso, o evento conta com uma rica programação de debates, mesas redondas, seminários, incluindo as atrações culturais, a feira dos produtos da sociobiodiversidade e a praça gastronômica.

Além de lideranças vindas de várias regiões onde há Cerrado brasileiro (DF, Goiás, Tocantins, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso, Piauí, São Paulo e Bahia), o Encontro terá a participação especialistas e gestores públicos, bem como de representantes de organizações da sociedade civil, da academia e institutos de pesquisa. O governo federal será representado por diversos órgãos e ministérios.  A intenção é encerrar o evento com diretrizes de uma agenda consistente que garanta o fortalecimento da conservação e uso sustentável do Cerrado.

A Central do Cerrado já confirma sua presença!

Quando? 05 a 08 de junho de 2014

Aonde? Complexo Cultural Funarte – Eixo Monumental-  Brasília- DF

Confira o vídeo sobre o evento!

O Encontro e feira do povos do Cerrado

05.11.13

I ECOA cerrado- Encontro da comunidade do alimento do Cerrado (06 a 09/11/2013)

O Evento

A cada dois anos acontece, na Itália, o Terra Madre, encontro internacional da rede Slow Food. No Brasil, já foram realizados dois Terra Madre, ambos em Brasília. A segunda edição brasileira foi de 19 a 22 de março de 2010, no Complexo Cultural da FUNARTE. O evento foi realizado pelo Slow Food com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário, do FIDA (Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola) e da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura.

Participaram do encontro 550 convidados representantes da rede do Terra Madre no Brasil. Durante os quatro dias do evento aconteceram atividades práticas e de discussão como oficinas da terra (workshops), seminários, debates e conferências,  oficinas do gosto, feira e exposição de produtos da agricultura familiar e do “artesanato culinário”.

A proposta do Slow Food Cerrado para 2013 é realizar um evento nos mesmos moldes do Terra Madre, voltado para produtores, empreendedores, agricultores, chefs, educadores, jovens e ativistas que estão inseridos no bioma Cerrado.

Criado para aproximar o pequeno produtor da consumidor final, o ECoA tem por objetivo chamar a atenção de produtores, consumidores, estudantes, pesquisadores, chefs e a sociedade em geral para as questões que envolvem o cerrado eo seu uso sustentável, alimentar e agroecológico. Afim de integrar os conhecimentos das comunidades do alimento como populações tradicionais e extrativistas e a comunidade academica cientifica!
Confira a programação
http://ecoacerrado.blogspot.com.br/p/programacao.html
Bem vindos !!!
A Central do Cerrado apoia a iniciativa!!!!

06.08.13

Vídeo produzido pela União Planetária

01.08.13

Central do Cerrado no Programa Globo Ecologia

O programa Globo Ecologia mostrou, no dia 15/06/2013, um belo programa sobre os Frutos do Cerrado

No estúdio do Ação, da Rede Globo, Serginho Groisman entrevista Luís Roberto Carrazza, Coordenador da Central do Cerrado:

Próxima Página »

Loja Virtual

loja_central
Coquetéis e Lanches
casa_central
Central do Cerrado – Produtos Ecossociais. Visitas: Entrar

(61) 3327-8489

centraldocerrado@centraldocerrado.org.br